Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fujimori é condenado por desvio de dinheiro público

Ex-presidente, que já cumpre sentença por crimes contra a humanidade e corrupção, recebeu mais uma condenação

O ex-presidente do Peru Alberto Fujimori foi condenado nesta quinta-feira a oito anos de prisão por desvio de dinheiro público para comprar jornais sensacionalistas, conhecidos no país como ‘chicha’, para que apoiassem sua reeleição em 2000 e desacreditar opositores. O tribunal impôs uma pena de oito anos de prisão, três anos de impedimento de exercer cargos públicos e o pagamento de 1 milhão de dólares em reparação ao Estado.

Fujimori, de 76 anos, está preso desde 2009, cumprindo pena de 25 anos por crimes contra a humanidade e corrupção. A nova condenação é a sexta contra o ex-presidente, que governou o país entre 1990 e 2000. Fujimori disse que não aceita a condenação de “nenhuma maneira” e que apelará a sentença.

A Quarta Sala Penal Liquidadora considerou provado que Fujimori ordenou o desvio de mais de 40 milhões de dólares das Forças Armadas para comprar a linha editorial dos tabloides, alguns deles criados como parte da campanha presidencial do ano 2000. A filha mais velha de Fujimori, Keiko, disse a jornalistas que “não se apresentou nem uma só prova que evidencie que Fujimori seja autor dos crimes”.

Na sentença, contudo, o tribunal deixa claro que “o acusado atuou em sua condição de presidente, tinha a administração da fazenda pública e, ao dispor de fundos para um objetivo particular, a reprovação é ainda maior. Ele se apropriou de fundos públicos para assegurar sua continuidade no poder”.

Esse desvio já havia sido confirmado por outros tribunais, que condenaram o ex-assessor de Fujimori Vladimiro Montesinos e ex-chefes militares. O atual processo buscava determinar o grau de envolvimento do então presidente. Fujimori já foi condenado em outros três casos de corrupção.

(Com agência EFE)