Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

França investiga suspeitas de sonegação por executivos de empresas locais

Ação foi revelada pelo ministro francês do Orçamento, Geraldo Darmanin, que reforçou a exigência de que profissionais tenham domicílio fiscal no país

Por Reuters Atualizado em 30 dez 2018, 23h44 - Publicado em 30 dez 2018, 23h09

O governo francês está conduzindo uma investigação para fiscalizar se líderes corporativos de empresas de capital aberto na França estão pagando corretamente seus impostos, afirmou o ministro do Orçamento, Gerald Darmanin, em entrevista ao Journal du Dimanche.

O presidente Emmanuel Macron já havia sinalizado um endurecimento quanto aos assuntos fiscais das empresas, em um discurso que visava reprimir a agitação na França após semanas de protestos violentos devido à percepção de um aperto nas rendas familiares.

  • “Como disse o presidente, os chefes de empresas listadas na França, ou que têm o governo francês como acionista, devem ter domicílio fiscal na França, sob qualquer circunstância”, disse Darmanin ao jornal. “Estamos em um processo de garantir isso e estamos prontos para tomar quaisquer medidas necessárias se não for o caso”, complementou, sem detalhar se o governo francês tem em mente companhias em particular.

    Publicidade