Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Forte onda de calor na Índia já matou mais de 1.000 pessoas

Os Estados de Telangana e Andhra Pradesh, no sudeste do país, são os mais atingidos. Governo tenta conscientizar a população para se proteger do sol e se hidratar

Por Da Redação - 27 maio 2015, 09h09

Pelo menos 1.150 pessoas morreram durante as últimas semanas devido à forte onda de calor que atinge os Estados de Telangana e Andhra Pradesh, no sudeste da Índia, segundo reporta a BBC citando informações do último balanço oficial. Andhra Pradesh é o Estado mais afetado pela onda de calor e, de acordo com uma porta-voz do departamento de Gestão de Desastres da região, Tulsi Rani, faleceram 884 pessoas, sobretudo nos distritos litorâneos de Guntur e Visakhaptnam.

Sa’adah Bhargavi, outra porta-voz do departamento de Gestão de Desastres de Telangana, o outro Estado afetado, afirmou que o número de pessoas que morreram na região por causas relacionadas com as altas temperaturas é de 266. Segundo explicou um membro da seção de Desastres de Telangana, B.R. Meena, a maioria das vítimas mortais na região estavam na rua durante as horas mais calorosas do dia e muitos eram pessoas que fazem trabalhos por um dia que morreram desidratados.

Leia também

Calor de 49 graus provoca centenas de mortes na Índia

Publicidade

Enfermeira estuprada que estava em coma há 42 anos morre na Índia

Polícia indiana usará drones com spray de pimenta em protestos

As autoridades desses Estados iniciaram campanhas para conscientizar a população sobre a necessidade de se hidratar e procurar ficar em casa nos momentos de maior intensidade do calor, mas as informações parecem não chegar nas parcelas mais pobres das regiões afetadas. Muitos dos mortos são mendigos e sem-teto, além de idosos, que desidratam com mais velocidade. O governo de Andhra Pradesh anunciou compensações de 1.500 (4.500 reais) para as famílias dos falecidos.

A onda de calor que afeta a região ocorre por causa da confluência de uma massa de ar seco do noroeste e uma área de pressão atmosférica relativamente baixa no leste, segundo o centro meteorológico de Hyderabad, capital de Telangana. Os Estados orientais de Bengala e Odisha também sofrem os efeitos do calor e pelo menos 36 pessoas morreram, segundo publicou o jornal local indiano First Post.

Publicidade

Durante a última semana as temperaturas dispararam em toda a Índia, sobretudo na faixa que cruza o país do noroeste a leste, onde foram registradas temperaturas médias acima dos 40 graus centígrados, com picos que atingiram os 49 graus. O governo e os meteorologistas torcem para a chegada das chuvas de monção para começar a baixar os termômetros e umedecer o ar seco. As chuvas, no entanto, não estão previstas para os próximos dias.

(Da redação)

Publicidade