Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fernando Pimentel diz que já explicou tudo sobre acusações de corrupção

O ministro brasileiro da Indústria, Desenvolvimento e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, assegurou nesta quarta-feira em Genebra que não irá ao Congresso para explicar as acusações de corrupção feitas contra ele.

“Já expliquei tudo isso”, disse o ministro, que se encontra em Genebra para participar da VIII reunião ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC), que começa nesta quinta-feira.

“Sou democrático por convicção; lutei pela democracia na juventude, fui preso, fui torturado, de forma que conviver com a injustiça faz parte da minha história”, respondeu o ministro à imprensa ao ser perguntado se considerava uma injustiça as acusações das quais é alvo.

Segundo a imprensa brasileira, o ministro teria ganhado dois milhões de reais por consultorias entre 2009 e 2010, trabalho que acumulou com cargos públicos como prefeito de Belo Horizonte e integrante do gabinete da presidente Dilma Rousseff.

Dilma, que em janeiro completa seu primeiro ano de mandato, perdeu sete ministros, seis deles atingidos por denúncias da imprensa sobre corrupção ou enriquecimento repentino.

O último ministro a renunciar foi o do Trabalho, Carlos Lupi, que deixou recentemente o cargo que ocupava desde 2007, pressionado pelas suspeitas de corrupção.