Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Exército israelense expropriou terras palestinas para fazer linha férrea de alta velocidade entre Jerusalém e Tel Aviv

O Exército israelense expropriou terras palestinas na Cisjordânia para construir a linha férrea de alta velocidade (AVE) que conectará Jerusalém a Tel Aviv. A medida foi tomada apesar de o próprio Ministério da Justiça de Israel considerar essas apreensões ilegais. A linha está em construção e deve ser finalizada até 2017.

O general Yoav Mordechai, ex-chefe da Administração Civil (organismo militar israelense que administra os territórios palestinos ocupados), assinou no início de novembro, dois dias antes de deixar seu cargo, um documento de desapropriação de cerca de 50 dunams (cinco hectares) de terra palestina. A informação foi divulgada nesta sexta-feira pelo jornal israelense Haaretz.

Dois hectares de terreno agrícola serão expropriadas para a construção de um túnel pelo qual passará o trem, enquanto os outros três serão utilizados para desenvolver os trabalhos de construção. Uma vez finalizadas as obras, o terreno será devolvido a seu uso original, assegura o jornal, que aponta que muitas empresas internacionais estão envolvidas no projeto, entre elas uma italiana que construirá no território ocupado.

A decisão militar foi tomada contra a posição do Ministério da Justiça israelense que considera que as autoridades não podem expropriar terras na Cisjordânia aos palestinos para a construção de infraestruturas que não lhes beneficiem diretamente, como é o caso desta ferrovia.

(Com agência EFE)