Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ex-presidente Lula é diagnosticado com câncer na laringe

Por Por Anella Reta 29 out 2011, 20h38

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que governou o país por oito anos e deixou o poder há 10 meses, foi diagnosticado com câncer na laringe, informou neste sábado o Hospital Sírio-Libanês de São Paulo, onde ele foi internado.

Depois de uma série de exames, o ex-presidente (2003-2010), 66 anos, “foi diagnosticado com um tumor localizado na laringe”, e receberá tratamento com sessões de quimioterapia, segundo um comunicado do hospital. “O paciente encontra-se bem, e deverá realizar o tratamento em caráter ambulatorial”, completa a nota.

José Chrispiniano, porta-voz do Instituto da Cidadania, fundado por Lula, afirmou que o ex-presidente deu entrada no hospital nesta sexta-feira, com dores na garganta. Lula deve iniciar as sessões de quimioterapia na próxima segunda-feira.

Uma porta-voz do hospital confirmou que o ex-presidente deixou o local no fim da tarde deste sábado, caminhando até o carro. Segundo a imprensa brasileira, que citou fontes médicas não identificadas, o tumor mede três centímetros, e Lula deverá se submeter a três sessões de quimioterapia e radioterapia, com um intervalo de 20 dias entre cada uma.

Lula “está bastante animado”, disse o ministro da Fazenda, Guido Mantega, ao deixar o hospital. “É um problema que tem cura e foi pego no início, então as perspectivas são boas.”

O ex-torneiro mecânico deixou o governo como um dos presidentes mais populares na história do Brasil, após a aplicação de programas sociais que permitiram tirar, segundo números oficiais, 29 milhões de brasileiros da pobreza, e depois de situar o país no centro do cenário diplomático mundial.

Continua após a publicidade

Após deixar a presidência com 80% de aprovação, Lula manteve uma agenda intensa, com viagens ao exterior para dar palestras e receber condecorações. Além disso, manteve um papel fundamental como figura de articulação política no PT.

Esta semana, Lula se encontrou com a sucessora, Dilma Rousseff, para inaugurar uma ponte em Manaus, antes de celebrar seu aniversário de 66 anos, na quinta-feira. “Tenho muito orgulho de fazer aniversário e de ter participado, em mais da metade destes 66 anos, da luta pela conquista da democracia neste país, pela melhoria da vida do povo deste país”, afirma o ex-presidente em um vídeo divulgado no portal do Instituto Cidadania.

O Hospital Sírio-Libanês tratou o ex-vice-presidente José Alencar, que morreu em março, de complicações causadas por um câncer na área abdominal, contra o qual lutou por vários anos.

Em 2009, a presidente Dilma Rousseff, 63 anos, foi diagnosticada com um câncer no sistema linfático, mas depois de seu tratamento, no mesmo hospital, os médicos a consideraram curada.

“Graças aos exames preventivos, a descoberta do tumor foi feita em um estágio que permite o seu tratamento e cura”, disse Dilma sobre a doença de Lula, desejando uma “rápida recuperação” ao seu antecessor, e oferecendo seu “apoio e amizade”.

Em uma nota, a presidente destacou que Lula “é um líder que, com sua força, determinação e capacidade de superar adversidades de todo tipo, também irá vencer este desafio”.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês