Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ex-presidente da Bolívia, Jeanine Áñez é presa

Ela, que foi detida nesta dia 13, se diz vítima de perseguição política

Por Sabrina Brito Atualizado em 13 mar 2021, 12h07 - Publicado em 13 mar 2021, 11h58

Na manhã deste sábado, 13, a ex-presidente interina boliviana Jeanine Áñez foi presa. A informação foi dada pelo ministro de governo Eduardo Del Castillo Del Carpio em suas redes sociais. Ele explicou que Áñez é acusada de terrorismo, sedição e conspiração para a renúncia de Evo Morales.

Ainda hoje, a ex-presidente havia publicado on-line que o novo governo da Bolívia estaria começando uma perseguição contra ela, acusando-a de um golpe que, de acordo com ela, nunca aconteceu. Embora alguns bolivianos sustentem que Morales acabou deposto por meio de processos escusos, outros, como Ánez, defendem que se trata de uma sucessão eleitoral correta.

Áñez foi presidente interina do país após a renúncia de Evo em 2019. Sua administração durou 11 meses e envolveu a prisão de alguns políticos do governo anterior.

Publicidade