Clique e assine a partir de 8,90/mês

Ex-premier romeno condenado por corrupção tenta suicídio

Por Andrei Pungovschi - 20 jun 2012, 19h37

O ex-primeiro-ministro romeno Adrian Nastase, condenado nesta quarta-feira a dois anos de prisão em regime fechado por corrupção, tentou cometer suicídio horas após o veredito, anunciou o procurador-geral em um comunicado.

Jornalistas da AFP diante da residência de Nastase viram o ex-premier sair inconsciente em uma maca para ser levado por uma ambulância.

Nastase, 61 anos, ex-primeiro-ministro social democrata entre 2000 e 2004, foi acusado no último ano de mandato de obter ilegalmente 1,5 milhão de euros para a campanha eleitoral junto a empresas e executivos convidados a participar do simpósio denominado “Troféu da Qualidade”.

“A Corte mantém a pena de dois anos de prisão”, declarou a magistrada Marcela Radu ao ler o veredicto após seis horas de deliberações.

Nastase sempre afirmou ser vítima de julgamento político e nesta quarta-feira não compareceu ao tribunal para ouvir o veredicto.

Após a decisão, Nastase tinha apenas 24 horas para se apresentar à polícia e ser preso.

O ex-premier é o mais alto dirigente político condenado por corrupção na Romênia desde o final da era comunista.

Continua após a publicidade
Publicidade