Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Ex-miss Finlândia é 12ª mulher a acusar Trump de assédio sexual

Ninni Laaksonen disse que o candidato agarrou sua bunda

Por Da redação Atualizado em 28 out 2016, 13h57 - Publicado em 28 out 2016, 13h24

Uma ex-miss Finlândia acusou o candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, de abuso sexual em 2006, quando ela representava o país no concurso Miss Universo. Ninni Laaksonen é a 12ª mulher a acusar o magnata de assédio.

Ninni disse ao jornal Ilta-Sanomat que o candidato a agarrou por trás antes dela aparecer ao vivo no programa Late Show with David Letterman, em Nova York, ao lado de outras participantes.

“Ele realmente agarrou minha bunda. Acho que ninguém viu, mas eu realmente parei e pensei: ‘O que está acontecendo?'”, disse Ninni, segundo o jornal.

A acusação ocorre após uma série de alegações de condutas inapropriadas de Trump com outras mulheres nos Estados Unidos, o que coloca pressão em sua campanha, à medida que a eleição de 8 de novembro de aproxima.

O empresário nega as acusações e ameaça processar todas as mulheres que o acusaram de assédio e abuso sexual nas últimas semanas.

Ninni Laaksonen
Ninni Laaksonen David Handschuh/NY Daily News/Getty Images

(Com Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade