Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Evo Morales admite: se acostumou com o poder e não quer deixá-lo

"Não quero sair, e esse é o problema que tenho", afirmou o presidente da Bolívia, no cargo desde 2006

O presidente da Bolívia, Evo Morales, admitiu nesta quinta-feira, 15, ao citar um de seus “problemas”, o fato de ter se acostumado com o poder e não querer deixá-lo. Ele fez estas declarações ao receber um doutorado honoris causa na Universidade de San Carlos, na Guatemala.

O presidente boliviano está no país para participar nesta sexta-feira, 16, da 26ª Cúpula Ibero-Americana realizada na cidade de Antigua. Vestido com a toga e o chapéu doutoral, lembrou a luta sindical e dos povos originais que há mais de 12 anos o levaram ao poder – com o qual se habituou.

“Não quero sair, e esse é o problema que tenho”, reconheceu Morales, que está no cargo desde 2006 e em 2019 disputará um quarto mandato – sem vencer, permanecerá no poder até 2025. Ele ganhou sua primeira eleição em 2005, com 54% dos votos, foi reeleito em 2009, com 64%, e voltou a se eleger em 2014, com 61%, sempre enfrentando uma oposição dividida.”.

O Conselho Superior da Universidade de San Carlos outorgou as distinções a Morales por sua contribuição “à justiça e ao progresso da humanidade”, além de seu exemplo “de luta por soberania alimentícia, acesso à educação e à conservação ambiental”.

(com agência EFE)