Clique e assine com até 92% de desconto

Jovem pega 15 meses de prisão por incitar suicídio do namorado

Michele Carter foi considerada culpada por encorajar a morte de seu noivo depressivo em mensagens de texto

Por Da redação Atualizado em 4 ago 2017, 14h27 - Publicado em 3 ago 2017, 20h02

A americana Michele Carter, de 20 anos, foi sentenciada nesta quinta-feira a 15 meses de prisão. A jovem foi considerada culpada por encorajar o seu noivo depressivo a se suicidar por meio de mensagens de texto e telefonemas. A jovem, que poderia poderia pegar até 20 anos de prisão, foi condenada a dois anos e meio, sendo que ficará 15 meses em regime fechado e o restante em liberdade provisória.

A condenação de Carter por homicídio involuntário foi proferida no mês de junho pela Corte Juvenil do condado de Bristol, no sul de Massachusets. A jovem abriu mão do seu direito a um processo com um júri e optou por uma decisão do juiz.  O julgamento durou duas semanas e a pena foi anunciada apenas nessa quinta-feira. 

O juiz do caso, Lawrence Moniz, disse que foi importante equilibrar punição e reabilitação no caso de Carter. O principal argumento da sua equipe jurídica da jovem foi que tanto ela quanto Roy sofriam de doença mental.

  • Crime

    A morte de Conrad Royum adolescente que sofria de depressão, aconteceu no dia 13 de julho de 2014. Ele foi encontrado morto em um veículo por intoxicação de monóxido de carbono.

    Nos meses anteriores, Carter e Roy trocaram centenas de mensagens de texto nas quais a garota o incentivava a realizar seu plano de se suicidar. Ela também pedia para que ele não contasse o projeto para os seus pais e escolhesse um estacionamento pouco movimentado. 

    Roy ainda tentou sair do carro quando começou a se intoxicar, mas Carter mandou uma mensagem incentivando o Roy a permanecer no veículo.

      Continua após a publicidade
      Publicidade