Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA: Irã recruta jovens na Venezuela para espionagem, diz deputado

O Irã recruta jovens de origem árabe na Venezuela para operações de inteligência e os treina em seu território, afirmou nesta quarta-feira um deputado republicano durante audiência no Congresso americano.

“O Irã está ocupado em recrutar jovens venezuelanos de origem árabe para utilizá-los em operações de inteligência e como militantes. Alguns vão ao Irã para serem treinados. Algumas fontes asseguram que o Hezbollah está envolvido nessa operação”, disse o presidente do subcomitê de Supervisão e Investigação de Segurança Interior, o republicano Michael McCaul.

O congressista fez tais declarações em uma audiência centrada na suposta ameaça iraniana dentro dos Estados Unidos, após o suposto complô promovido para tentar assassinar o embaixador saudita em Washington, desmantelado em 11 de outubro.

O Irã é o principal inimigo estratégico dos Estados Unidos, e busca incansavelmente aumentar sua área de influência na América Latina, afirmam congressistas e especialistas nessa audiência na Câmara dos Representantes, dominada pelos republicanos.

A Venezuela se nega a revelar quem estava a bordo dos voos diretos entre Caracas e Teerã, acusou McCaul.

O governo de Hugo Chávez nega veementemente que seus laços com o Irã tenham objetivos desestabilizadores, e garante que sua aliança é exclusivamente de caráter econômico e energético.

Autoridades americanas descartaram nos últimos anos um perigo concreto por parte de Teerã ou do movimento Hezbollah na América Latina.