Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA: general é investigado por vazar dados confidenciais

James Cartwright divulgou informações sobre ataque cibernético contra Irã

Um general aposentado dos Estados Unidos está sob investigação pelo vazamento de informação confidencial sobre um ataque cibernético ao programa nuclear do Irã, divulgaram, na quinta-feira, a emissora NBC e o jornal Washington Post . James Cartwright, de 63 anos, teria vazado dados sobre um ataque dos EUA, com participação de Israel, à rede de instalações nucleares do Irã com um vírus de computador chamado Stuxnet.

Leia também:

Leia também: Governo americano se enfurece com fuga de delator

Em junho de 2012, o jornal The New York Times afirmou que Cartwright concebeu e dirigiu essa operação cibernética, chamada “Jogos Olímpicos”, durante a Presidência de George W. Bush. O atual presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ordenou um aumento desses sofisticados ataques para sabotar as instalações nucleares do Irã, segundo o NYT divulgou na época.

A última série de ataques cibernéticos americanos contra o Irã, de acordo com o NYT, colocou temporariamente fora de serviço cerca de 1.000 centrífugas das 5.000 que o Irã estava utilizando para enriquecer urânio. Ao investigar a origem do vazamento, o FBI se concentrou primeiro na Casa Branca, mas as investigações levaram a Cartwright no final do ano passado. O general, que serviu como o segundo mais alto oficial do Exército americano, agora é alvo de investigação do Pentágono. Ele se aposentou em 2011.

(Com agência EFE)