Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA defendem ‘apoio’ à Espanha após ajuda para recapitalização bancária

Washington, 13 jun (EFE).- O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geithner, afirmou nesta quarta-feira que o próximo passo após a recapitalização do sistema financeiro espanhol é ‘apoiar’ a Espanha e outros países, como a Itália, que tiveram que fazer duras reformas, ‘para que possam crescer’.

Geithner reiterou que o acordo para a recapitalização do sistema financeiro espanhol é ‘um sinal bom e concreto’ do compromisso da Europa ‘para avançar rumo a uma união bancária mais ampla’.

Durante um fórum em Washington prévio à cúpula do G20 da próxima semana em Los Cabos (México), Geithner disse que a economia mundial passa por ‘um momento muito difícil’, e destacou que os líderes europeus vão fazer ‘tudo o que for necessário’ para manter a zona do euro de pé.

Após o compromisso para conceder um empréstimo de até 100 bilhões de euros para sanear os bancos espanhóis, é necessário que haja ‘firewalls’ para garantir que as taxas de juros em Espanha, Itália e os demais países fiquem em níveis moderados para que possam crescer’, sustentou Geithner.

‘As reformas vão levar tempo, e não funcionarão sem a capacidade destes países para pedir empréstimo a taxas razoáveis’, acrescentou.

De acordo com o secretário do Tesouro, a combinação da unidade do sistema financeiro com ‘um forte respaldo aos países reformadores, para que possam pedir empréstimo a juros acessíveis’, e políticas de crescimento são cruciais para enfrentar a crise na Europa, que ameaça seriamente a economia global.

Os europeus são conscientes de que ‘ainda têm muito o que fazer’ para ‘restaurar a calma’ nos mercados, e a cúpula do G20 será uma oportunidade ‘para escutar quais são os passos seguintes’, afirmou Geithner. EFE