Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

EUA avaliam retirada mais lenta de tropas do Afeganistão, diz Carter

No atual planejamento, os Estados Unidos reduziriam o número de tropas no Afeganistão para apenas 5.000 este ano

Por Da Redação 21 fev 2015, 20h04

Os Estados Unidos consideram uma retirada mais lenta de tropas americanas do Afeganistão para garantir que o “progresso permaneça”, depois de mais de uma década de guerra, disse o novo secretário de Defesa dos EUA, Ashton Carter, durante uma visita inesperada a Kabul, neste sábado.

De acordo com o planejamento atual, os Estados Unidos reduziriam o número de tropas no Afeganistão para apenas 5.000 este ano, diminuindo gradativamente até o fim de 2016. Atualmente, existem 10 mil soldados americanos no Afeganistão. Em 2010 e 2011 haviam 100 mil.

O cronograma agora pode mudar, pelo menos parcialmente, sugeriu Carter na sua primeira viagem ao exterior desde que se tornou o chefe do Pentágono na terça-feira, dia 17, enquanto os Estados Unidos também repensam o futuro da sua missão contra-terrorista no Afeganistão.

Leia também:

Imagem inédita mostra Saturno em suas cores naturais

Continua após a publicidade

Cientistas criam mapa detalhado da superfície de Marte

Seus comentários serão a base de discussões no mês que vem, quando o presidente afegão deve viajar para Washington. “Nossa prioridade agora é garantir que o progresso permaneça”, disse Carter, em uma entrevista coletiva conjunta com o presidente Ashraf Ghani, horas após chegar a Kabul.

“É por isso que o presidente (Barack) Obama está considerando várias opções para reforçar nosso apoio à estratégia de segurança do presidente Ghani, inclusive possíveis mudanças no cronograma da retirada de tropas americanas.” Ghani disse que espera discutir o número de tropas com Obama “no contexto de uma parceria mais ampla”.

O secretário de defesa não revelou se Obama considera manter as tropas após 2016.

(Com Agência Reuters e Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade