Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Etiópia e Eritreia fazem primeiro voo comercial em vinte anos

Os países retomaram em 8 de julho as relações diplomáticas, abaladas por conflitos armados e disputas territoriais após a independência eritreia

O primeiro avião a realizar um voo comercial entre a Etiópia e a Eritreia nas últimas duas décadas decolou nesta quarta-feira 18 de Adis Abeba em direção a Asmara, informou a companhia Ethiopian Airlines. O trajeto aéreo materializa a reconciliação entre os dois países africanos.

Em sua página on-line, a Ethiopian Airlines disse que o voo ET0312 deixou o aeroporto internacional Bole, na capital etiópia, após uma cerimônia comemorativa. O episódio foi descrito pelo presidente da empresa, Tewolde GebreMariam, como “um evento único” na história dos dois países.

Devido à forte demanda, a companhia de transporte aéreo anunciou que outro avião decolaria quinze minutos depois. “O fato de que tivemos dois voos de uma vez mostra o entusiasmo das pessoas”, comentou GebreMariam.

A bordo de um dos aviões, os comissários serviram champanhe e distribuíram rosas aos passageiros.

Comissária de bordo serve café da manhã para os passageiros do voo ET324 da Ethiopian Airlines para a Asmara, capital da Eritreia – 18/07/2018

Comissária de bordo serve café da manhã para os passageiros do voo ET324 da Ethiopian Airlines para a Asmara, capital da Eritreia – 18/07/2018 (Tiksa Negeri/Reuters)

Ex-província da Etiópia, a Eritreia declarou sua independência em 1993, depois de três décadas de guerra. Seguiu-se, então, um conflito territorial pela delimitação da fronteira, levando a uma nova disputa bélica que deixou cerca de 80.000 mortos entre 1998 e 2000.

Nos últimos dez anos, apesar do fim do conflito armado, os dois países não mantinham relações diplomáticas. A tensão envolvia, principalmente, um território fronteiriço que continua ocupado pela Etiópia, mesmo com a sentença contrária emitida por uma comissão independente internacional apoiada pela ONU, em 2002.

Há um mês, porém, a Etiópia sinalizou que estaria disposta a negociar o território, criando um cenário propício para a normalização das relações entre os dois países.

No último dia 8, o primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, e o presidente eritreu, Issaias Afwerki, se encontraram em Asmara para anunciar a retomada das conversas diplomáticas entre as nações.