Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Equipes médicas se dirigem aos restos do avião acidentado na Indonésia

Por Da Redação 10 Maio 2012, 05h58

Jacarta, 10 mai (EFE).- Equipes integradas por médicos e especialistas em identificação de pessoas partiram em direção aos restos localizados do avião russo com 46 pessoas a bordo que se acidentou nesta quarta-feira ao sul de Jacarta.

Por enquanto, as autoridades não confirmaram se há sobreviventes, mas, por outro lado, também não informaram se corpos foram localizados, como informam alguns meios da imprensa.

O avião caiu em uma zona de difícil acesso do vulcão Salak, a 2.211 metros acima do nível do mar e cerca de 60 quilômetros ao sul de Jacarta.

‘Foi enviada nesta manhã ao lugar do acidente uma equipe médica, acompanhada por outra da Polícia de Java Ocidental, para que ajudasse na evacuação e no processo de identificação’, explicou a porta-voz do Escritório de Saúde de Java Ocidental, Alma Luciaty, à agência de notícias indonésia ‘Antara’.

Os helicópteros que participam das tarefas de busca localizaram hoje os restos do avião russo, um Superjet 100 da fabricante Sukhoi, que fazia um voo de demonstração, informaram à Agência Efe fontes da Agência de Resgate indonésia.

‘Achamos que os restos encontrados pertencem ao avião da fabricante russa Sukhoi, mas não temos nenhum dado dos passageiros’, precisou Djoko, um porta-voz da citada agência.

O piloto do avião solicitou à torre de controle permissão para descer de 10 mil a 6 mil pés (3.005 a 1.830 metros) e desapareceu do radar quando se encontrava a 6.200 pés.

Segundo a imprensa local, entre os passageiros estão funcionários do Ministério do Transporte da Indonésia, responsáveis de companhias aéreas domésticas, representantes da embaixada russa em Jacarta e jornalistas.

A fabricante russa produzia uma viagem pela Ásia, organizada para promover este novo modelo, que começou no Cazaquistão e que tinha a previsão de chegar ao fim no Vietnã em 14 de maio. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade