Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Enorme vazamento em oleoduto causa transtornos nos Estados Unidos

Incidente no Kansas, no centro-oeste americano, aconteceu na última quarta-feira e paralisou linha que transporta mais de 600.000 barris por dia

Por Da Redação Atualizado em 10 dez 2022, 17h34 - Publicado em 10 dez 2022, 17h21

O que já é considerado um dos piores vazamentos de um oleoduto continental nos Estados Unidos nos últimos dez anos tem causado transtornos a habitantes da pequena cidade rural de Washington, no Kansas — estado do centro-oeste americano –, além de danos “incontáveis” à fauna e flora locais, dizem autoridades.

Enquanto moradores queixam-se do forte cheiro deixado pelo derramamento e em meio ao trabalho das equipes de emergência que atuam para limpar a área, a operadora do Keystone Pipeline, a TC Energy, afirmou na última sexta-feira, 9, que já avalia reiniciar a linha de distribuição. O oleoduto transporta 622.000 barris de petróleo por dia para refinarias e centros de exportação americanos e está fechado desde a última quarta-feira, 7, quando teve início o vazamento.

O caso é monitorado pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos e pelo regulador Pipeline and Hazardous Materials Administration, que afirmou que a TC Energy fechou o oleoduto sete minutos depois de receber um alarme de detecção de vazamento.

A empresa, no entanto, não apresentou um prazo para o restabelecimento do serviço e nem apontou as possíveis causas do vazamento. Investigadores federais apuram o que pode ter sido responsável pelo incidente.

Continua após a publicidade

Segundo autoridades locais, não houve prejuízos no abastecimento de água e nem evacuação de moradores. A TC Energy alocou cerca de 100 trabalhadores para os trabalhos de limpeza e rescaldo, que montaram uma área de contenção para impedir que o óleo avançasse rio abaixo.

De acordo com a Bloomberg News, a TC Energy pretende restabelecer já neste sábado, 10, um trecho do oleoduto que transporta petróleo para o Illinois — ao leste do Kansas. Outro trecho, que envia a matéria-prima para Oklahoma, ao sul do estado atingido, deverá ser reativado em 20 dezembro.

Este já é o terceiro grande derramamento do Keystone Pipeline desde sua inauguração, em 2010. O oleoduto tem mais de 4.000 quilômetros de extensão e interliga o sudoeste do Canadá ao meio-oeste americano. Outro vazamento da tubulação fez com que o oleoduto ficasse fechado por duas semanas.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.