Clique e assine a partir de 9,90/mês

Embaixada de Israel em Dublin é evacuada após ameaça

Dispositivo suspeito foi encontrado, mas polícia informou que era alarme falso

Por Da Redação - 21 ago 2012, 09h59

A embaixada de Israel em Dublin, capital da Irlanda, foi evacuada esta terça-feira, após um dispositivo suspeito ter sido encontrado no local. Uma equipe de detonação de bombas do Exército foi à sede diplomática para investigar o caso, mas a polícia informou logo em seguida que não passava de um alarme falso. O objeto não apresentava risco de explosão, e o prédio voltou a ser ocupado uma hora depois. O incidente, que ocorreu na Pembroke Road, em Ballsbridge, próximo ao centro da cidade, teve início às 7 horas.

As sedes diplomáticas de Israel são frequentemente alvo de ataques terroristas. Em fevereiro, as embaixadas israelenses na Índia e na Geórgia foram atacadas no dia do aniversário do assassinato de Imad Mughnieh, chefe militar do Hezbollah, em 12 de fevereiro de 2008 – crime atribuído a Israel. Na ocasião, uma diplomata israelense de 42 anos, esposa do responsável da Defesa na embaixada de Israel na Índia, ficou gravemente ferida na explosão de um carro.

Três indianos, incluindo o motorista de um carro, ficaram feridos com menor gravidade no ataque efetuado por um motociclista que colocou um artefato explosivo na traseira do automóvel estacionado perto da embaixada de Israel pouco antes da explosão. Na Geórgia, a polícia desmontou na segunda uma bomba encontrada no carro de um funcionário da embaixada israelense em Tbilisi. Para Israel, os dois ataques têm a marca do Irã, algo que Teerã desmente.

Leia também:

Continua após a publicidade

Leia também: Guarda Revolucionária do Irã é suspeita de atacar Israel

Publicidade