Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Ele gritou como um porco’, conta mercenário que tentou ajudar Kadhafi a fugir

Mercenários sul-africanos foram recrutados para ajudar o ex-dirigente líbio Muamar Kadhafi a fugir de Sirte, mas o plano falhou quando seu comboio foi atacado, indica o jornal Rapport neste domingo.

Cerca de 20 mercenários deviam acompanhar Kadhafi até o Níger, segundo a publicação, que assegura ter conversado com um deles.

Esse mercenário se chamaria Deon Odendaal, que, segundo Rapport, conseguiu fugir e se encontra atualmente internado num hospital do norte da África. Odendaal classificou a tentativa de tirar Kadhafi de Sirte de “fracasso total”.

Quando o comboio foi atacado por aviões da Otan, Kadhafi e alguns de seus guardas se esconderam em tubulações próximas, enquanto que os mercenários fugiam em todas as direções, segundo seu relato.

“Foi algo horrível, horrível”, recordou.

Sobre os últimos momentos de Kadhafi, depois de ser encontrado na tubulação, contou: “Ele gritava como um porco”.

Apesar de ao menos dois sul-africanos terem sido mortos na operação, asseguro que a maioria de seus companheiros conseguir se salvar porque os soldados líbios afirmaram que não podiam disparar contra estrangeiros. E, inclusive, os ajudaram a fugir.

O ministério sul-africano das Relações Exteriores não quis comentar estas informações.

“São rumores”, limitou-se a comentar o porta-voz Clayson Monyela. “Além disso, os mercenários não teriam utilizado canais oficiais, de forma que não temos como verificar essas alegações de maneira independente”, completou.