Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Egito anuncia amanhã novo Governo e amplia poderes do primeiro-ministro

Cairo, 6 dez (EFE).- O primeiro-ministro designado, Kamal al Ganzuri, disse que amanhã será anunciado o novo executivo egípcio e a Junta Militar promulgará um decreto que amplia as prerrogativas do chefe de Governo.

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, Ganzuri explicou que esse decreto introduzirá uma emenda ao anúncio constitucional de março deste ano, que modificava o mandato do chefe de Estado e os requisitos para ser candidato presidencial.

Em relação à formação do novo executivo após suas últimas consultas, o primeiro-ministro afirmou que este será ‘um Governo de salvação da revolução’ e pediu o apoio de todas as correntes.

‘O futuro Governo não poderá fazer o que o povo deseja sem a colaboração de todos’, ressaltou Ganzuri, cuja nomeação no dia 25 de novembro foi rejeitada por alguns grupos políticos e pelos ativistas que protestam contra a Junta Militar na praça Tahrir.

Ganzuri, que foi primeiro-ministro durante o mandato do deposto presidente Hosni Mubarak, frisou que ‘a situação à qual o país chegou não satisfaz ninguém’, por isso o objetivo é ‘formar um Governo que satisfaça todos’ e que restaure a segurança e melhore a situação econômica.

Depois de se reunir com vários candidatos a fazer parte de seu gabinete, entre eles 12 ministros do Governo anterior, vazaram os nomes de possíveis membros, como Mohammed Amro e Adel Abdelhamid, que seguiriam em Exteriores e Justiça, respectivamente, enquanto o general Ahmed Anis ocuparia a pasta de Informação, e Mumtaz al Said a de Finanças.

Uma nomeação que será mantida em segredo até o juramento do Governo é o do ministro do Interior, cargo polêmico tanto antes como depois da revolução por sua violenta atuação contra os civis.

O anúncio será feito após a conclusão da primeira fase das eleições legislativas egípcias, as primeiras desde a renúncia de Mubarak, em fevereiro deste ano. EFE