Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Duas pessoas próximas a Sarkozy em prisão preventiva pelo ‘caso Karachi’

Por Charles Platiau 21 set 2011, 10h55

Duas pessoas próximas ao presidente francês Nicolas Sarkozy foram colocadas nesta quarta-feira em prisão preventiva no âmbito do capítulo financeiro do chamado “caso Karachi”, que mistura corrupção, segredos de defesa e um atentado, indicaram fontes judiciais.

Este caso engloba uma mistura de contratos de venda de armas sombrios, financiamento político, segredos de defesa, rivalidade no âmbito da direita francesa e um atentado no Paquistão em 2002 que deixou 15 mortos.

Nicolas Bazire, diretor de gabinete do ex-primeiro-ministro francês Edouard Balladur (1993-1995) e testemunha do casamento de Sarkozy e Carla Bruni em fevereiro de 2008, foi detido nesta quarta-feira relacionado com o financiamento da campanha presidencial de Balladur em 1995, segundo as fontes.

Thierry Gaubert, ex-conselheiro de comunicação de Sarkozy até meados dos anos 90, está em prisão preventiva desde segunda-feira e deve comparecer diante de um juiz durante o dia.

Os investigadores se interessam pelos eventuais vínculos de Gaubert com o empresário franco-libanês Ziad Takieddine, apresentado como intermediário em dois contratos de venda de armas.

Continua após a publicidade

Diversas testemunhas envolveram Bazire por seu papel no financiamento da campanha de Balladur, rival em 1995 de Jacques Chirac pela presidência.

Segundo o site de informações independente Mediapart, uma testemunha afirmou em 8 de setembro à polícia que Takieddine foi diversas vezes à Suíça nos anos 90 para retirar fundos que entregou posteriormente em Paris a Bazire.

Em seus deslocamentos, Takieddine estava acompanhado por Thierry Gaubert, segundo o Mediapart.

A justiça francesa investiga se este suposto circuito financeiro para a venda de submarinos “Agosta” ao Paquistão – e fragatas à Arábia Saudita – em 1994 que possibilitou o regresso de forma ilegal à França de parte do dinheiro serviu para financiar a campanha presidencial de Balladur.

O porta-voz de campanha e ministro de Orçamento de Balladur era Sarkozy.

Continua após a publicidade
Publicidade