Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Drone ucraniano danifica prédio perto do Kremlin, em Moscou

Caso também interrompeu o tráfego aéreo em todos os aeroportos civis da capital

Por Da Redação
Atualizado em 18 ago 2023, 10h45 - Publicado em 18 ago 2023, 10h43

Um drone ucraniano atingiu um prédio no centro de Moscou nesta sexta-feira, 18, depois que as defesas aéreas russas o derrubaram em mais uma investida de Kiev ao território russo durante a guerra. Autoridades da Rússia afirmaram que o caso interrompeu o tráfego aéreo em todos os aeroportos civis da capital.

O Expo Center, local atingido pelo drone nesta sexta-feira, é uma grande variedade de pavilhões de exposições e salões multifuncionais, a menos de 5 quilômetros da sede do Kremlin.

Uma testemunha que estava na área descreveu ter ouvido “uma forte explosão”. Imagens divulgadas pela agência de notícias Reuters mostram trabalhadores e equipes de emergência inspecionando um telhado danificado de um prédio não residencial atingido pelo drone. O momento da explosão também circulou nas redes sociais.

Continua após a publicidade

+ Após muito alarde, Ucrânia diz que caças F-16 não chegarão este ano

O Ministério da Defesa da Rússia e o prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, disseram que não houve vítimas. O drone caiu sobre um prédio não residencial do complexo Expo Center de Moscou nas primeiras horas do dia.

“Por volta das 4h, horário de Moscou, o regime de Kiev lançou outro ataque terrorista usando um veículo aéreo não tripulado contra objetos localizados em Moscou e na região de Moscou”, disse o Ministério da Defesa russo.

Continua após a publicidade

O tráfego aéreo foi temporariamente suspenso em quatro grandes aeroportos da capital – Vnukovo, Domodedovo, Sheremetyevo e Zhukovsky. A agência de transporte aéreo da Rússia disse que sete voos foram redirecionados para aeroportos alternativos.

+ Funcionário da Otan volta atrás após sugerir que Kiev ceda terras à Rússia

Os ataques aéreos com drones nas dentro do território da Rússia aumentaram desde que um deles foi destruído sobre o Kremlin no início de maio. Áreas civis da capital foram atingidas no final de maio e um distrito comercial de Moscou foi alvejado duas vezes em três dias no início deste mês.

Continua após a publicidade

A Ucrânia normalmente não comenta quem está por trás dos ataques em território russo, embora expresse satisfação com eles. Porém, em maio, o jornal americano New York Times informou que agencias americanas acreditavam que espiões ucranianos ou inteligência militar estavam por trás do ataque de drones ao Kremlin.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.