Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Doze mortos em bombardeio contra Homs

Pelo menos 12 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em um bombardeio executado nesta segunda-feira pelas forças do regime sírio de Bashar al-Assad contra a cidade rebelde de Homs (centro), anunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

“Pelo menos 12 civis caíram como mártires e dezenas foram feridas no bombardeio contra os bairros de Jaldiye, Baba Amro, Inshaat e Bab Sbaa desde a madrugada”, afirma um comunicado do OSDH, que tem sede na Grã-Bretanha.

“Este é o bombardeio mais violento de Baba Amro desde o início da revolta em março marzo de 2011”, afirmaram os Comitês Locais de Coordenação (LCC).

Na madrugada de sábado, outro ataque, dirigido principalmente contra o bairro de Jaldiye, deixou mais de 230 mortos nesta cidade rebelde, segundo a oposição síria, que denunciou um massacre. As autoridades sírias negaram qualquer envolvimento e acusaram “grupos armados”.

Os canais árabes Al-Arabiya e Al-Jazeera exibiam nesta segunda-feira imagens ao vivo de colunas de fumaça em Homs, chamada de “capital da revolução”, com as convocações para as orações nas mesquitas e o barulho das explosões ao fundo.

As informações não puderam ser verificadas de maneira imediata com fontes independentes, em consequência das fortes restrições de deslocamento impostas aos jornalistas estrangeiros no país.

“Baba Amro sofre um bombardeio violento com foguetes e morteiros desde o início da manhã e há um grande número de mártires”, declarou Omar Shaker, um militante do bairro entrevistado pela AFP em Beirute.

“É a primeira vez que sofremos um ataque assim”, completou, antes de afirmar que tanques do Exército se posicionaram na Universidade de Homs.

Homs está cercada há vários meses pelas forças do regime. No domingo, 23 civis morreram em ataques.