Clique e assine com 88% de desconto

Distúrbios na homenagem à Pinochet deixam 16 feridos e 25 presos

Por Da Redação - 10 jun 2012, 20h40

Santiago do Chile, 10 jun (EFE).- Um total 16 pessoas ficaram feridas e 25 foram detidas nos distúrbios ocorridos neste domingo no centro de Santiago, na homenagem ao falecido ditador chileno Augusto Pinochet, informaram as autoridades.

Entre os feridos, 14 são policiais e dois jornalistas que cobriam os incidentes, segundo os dados do governo da capital chilena.

Os confrontos foram protagonizados por opositores de Pinochet que tentavam se aproximar do teatro Caupolicán, onde ocorreu a homenagem ao ditador, e por membros da Polícia, que utilizou gás lacrimogêneo e jatos de água para contê-los.

Os distúrbios mais graves foram protagonizados por grupos de pessoas encapuzadas que destruíram bens públicos, agrediram pedestres e policiais e atacaram lojas. Uma concessionária de automóveis e um edifício em construção que os vândalos tentaram queimar foram os locais mais atingidos.

Publicidade

Segundo as fontes, a maioria das prisões ocorreu por desordens e danos na via pública. Enquanto isso, o ato em homenagem a Pinochet somou 1,2 mil pessoas e 3 mil opositores se reuniram em um parque a 500 metros do teatro, segundo dados oficiais. EFE

Publicidade