Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dissidente cubano Guillermo Fariñas é preso novamente

Havana, 19 jan (EFE).- O dissidente cubano Guillermo Fariñas está preso novamente, desta vez há 48 horas e aparentemente por um incidente ocorrido na saída da Promotoria da cidade de Santa Clara, onde reside, disse nesta quinta-feira à agência Efe a mãe do detido.

‘Ele foi anteontem (terça-feira) à Promotoria tratar algo referente ao casal (de opositores Yazmín Conyedo e Yusmani Álvarez) que está preso, e na saída foi detido na rua’, afirmou por telefone Alicia Hernández, mãe de Fariñas.

Conyedo, coordenadora do movimento dissidente das Damas de Branco em Santa Clara, e Álvarez, militante da Liga Juvenil Democrática da Villas, permanecem detidos há várias semanas.

De acordo com Alicia Hernández, seu filho e vários dissidentes que o acompanhavam ‘começaram a protestar e vociferar tudo o que eles argumentam contra o Governo, na rua e então o colocaram em uma patrulha’.

A mãe do dissidente destacou que é a quarta vez que Fariñas é detido em janeiro de 2012 e manifestou sua preocupação porque o filho se negou desta vez a receber na unidade policial o remédio do tratamento que deve seguir em virtude da epilepsia.

O psicólogo e jornalista independente Guillermo Fariñas, prêmio Sájarov do Parlamento Europeu pela defesa dos direitos humanos em 2010, protagonizou uma greve de fome por mais de quatro meses desse ano após a morte do opositor Orlando Zapata Tamayo na prisão. EFE