Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dissidente chinês Chen Guangcheng viaja para os Estados Unidos

O dissidente chinês Chen Guangcheng, um advogado cego defensor dos direitos cívicos, que provocou um incidente diplomático entre as autoridades chinesas e americanas, embarcou neste sábado em um avião com destino aos Estados Unidos, confirmou o Departamento de Estado americano.

Ele viaja para Nova York com sua esposa e seus dois filhos.

Após a confirmação da ida do dissidente para os Estados Unidos, Washington saudou a saída de Chen Guangcheng da China, que pos fim a um mês de intensas negociações diplomáticas entre Pequim e Estados Unidos.

“Fomos informados sobre o fato de Chen, sua esposa e seus dois filhos estarem prestes a viajar para os Estados Unidos. Saudamos esta evolução e que ele possa estudar aqui”, afirmou um conselheiro adjunto de segurança nacional do presidente Barack Obama, Ben Rhodes, durante uma entrevista coletiva à imprensa à margem do G8 em Camp David.

O dissidente é aguardado para este sábado à noite em Nova York, depois de ter deixado Pequim de avião com sua esposa e seus filhos. Seu voo deve chegar por volta das 18h00 locais (21h00 de Brasília) ao aeroporto de Newark.

“Esperamos ansiosos por sua chegada durante o dia nos Estados Unidos. Expressamos nossa satisfação pela forma como conseguimos solucionar esta questão e apoiamos o desejo de Chen de estudar nos Estados Unidos”, havia indicado o governo americano em uma nota.

Neste sábado, o presidente da associação cristã ChinaAid, Bob Fu, muito ligado ao dissidente chinês, indicou que Chen Guangcheng havia dito que estava “feliz” por deixar a China em direção aos Estados Unidos, mas preocupado com os familiares que deixa em seu país.

“Hoje falei com ele seis vezes. Parecia estar bem, entusiasmado, mas muito preocupado com sua família”, disse à AFP o chefe da associação com sede no Texas (sul), que se manteve em contato com o dissidente cego.

Bob Fu indicou que a última conversa que tiveram ocorreu logo antes do embarque de Chen Guangcheng e confirmou que o militante humanitário havia embarcado em um avião da United Airlines para Nova York junto com sua mulher e seus dois filhos de 8 e 6 anos.

Quando chegar aos Estados Unidos, “vai descansar e estudar”, acrescentou, lembrando que o dissidente havia obtido uma bolsa de estudos da Universidade de Nova York.

Segundo Bob Fu, Chen Guangcheng soube de sua viagem pouco antes de partir e recebeu seu passaporte no aeroporto. “Tudo aconteceu muito rápido. Às 10h00 (horário de Pequim) disseram a ele que tinha que fazer as malas e pouco depois um automóvel oficial o levou ao aeroporto”.

Com a partida de Chen Guangcheng chega ao fim uma disputa diplomática de mais de um mês entre Estados Unidos e China em torno da situação deste advogado autodidata de 40 anos que havia se refugiado em abril na embaixada de Washington em Pequim depois de ter fugido de sua casa enquanto cumpria uma pena de prisão domiciliar.