Clique e assine com até 92% de desconto

Dilma atuará no combate de ‘limpeza humana’ contra moradores de rua

Por Da Redação 22 dez 2011, 16h14

São Paulo, 22 dez (EFE).- A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quinta-feira que estudará mecanismos para combater o que considerou como ‘limpeza humana’, a qual é promovida em algumas cidades brasileiras contra os moradores de rua e catadores de lixo.

O compromisso foi anunciado durante uma cerimônia de comemoração de Natal dos catadores de material reciclável de São Paulo, a qual contou com a presença de Dilma e mais de mil pessoas.

Neste mesmo ato, a presidente recebeu uma lista com nomes de 142 pessoas que viviam na rua e que teriam sido assassinadas este ano por diversas razões, principalmente por uma suposta ‘limpeza social’ promovida por grupos de extermínio e ações policiais.

‘Muitas vezes, o que está ocorrendo é uma limpeza humana nas grandes cidades deste país’, admitiu Dilma, após receber a denúncia feita pela catadora Maria Lúcia.

A presidente, por sua vez, afirmou que, como a Polícia é controlada pelos Governos regionais, precisará dialogar com os governadores dos 27 estados do país para definir medidas de combate à violência contra os moradores de rua.

‘Nós temos todo um dever em relação à população de rua e o primeiro deles é proteger a vida e proteger contra a violência. O governo federal vai fazer tudo o que puder para impedir que haja nas cidades e nos estados esse nível de violência que vocês estão aqui denunciando’, afirmou.

Continua após a publicidade

Segundo Dilma, seu governo tem um compromisso com os catadores e com a população da rua. ‘Esse não é um compromisso qualquer. É meu principal compromisso porque os 190 milhões de brasileiros têm que ter direitos iguais e acesso aos mesmos serviços. Se fracassar neste compromisso, terei fracassado em minha missão’, afirmou.

A presidente também anunciou incentivos para que as pessoas que trabalham na coleta de lixos recicláveis possam se associar à cooperativas para garantir a capacitação desses trabalhadores.

‘Nossa maior preocupação é construir cooperativas e associações. É garantir que os catadores tenham a proteção de uma organização forte para, de fato, atuar na sociedade’, declarou Dilma.

‘Eu juro para vocês que farei o possível e o impossível para que este país, as populações que até então foram marginalizadas sejam de fato, a partir do fim do meu governo, cada vez mais populações com direitos, com oportunidades e, sobretudo, com elevada autoestima’, acrescentou.

Esta foi a primeira vez que Dilma participou como presidente da comemoração de natal dos catadores de material reciclável e dos moradores de rua, que foi realizada na sede do sindicato em São Paulo.

Dilma já tinha participado de atos similares como presidente eleita e como ministra do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010), que iniciou essa tradição de celebrar o natal com os catadores de lixo.

No final, a presidente também se comprometeu em comparecer à celebração de Natal dos catadores de material reciclável de São Paulo até o final de seu mandato. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade