Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dia sangrento termina com 47 soldados e 12 civis mortos

Os civis morreram em consequência da repressão das forças de segurança a novos protestos contra o regime do presidente Bashar al-Assad

Combates de soldados e forças de segurança contra desertores causaram a morte de 47 militares e um dissidente, além de 12 civis, na região de Homs, no centro do país, anunciou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH). Vinte soldados morreram em confrontos entre o exército e homens armados, supostamente desertores. Outros 53 soldados ficaram feridos. Em confrontos semelhantes, 17 soldados morreram na madrugada deste sábado.

Dez membros das forças de segurança sírias e um soldado dissidente foram vítimas de uma emboscada armada por supostos desertores contra um veículo que transportava agentes de segurança na província de Idleb, noroeste do país. Os 12 civis morreram em consequência da repressão das forças de segurança a novos protestos contra o regime do presidente Bashar al-Assad.

Está prevista para este domingo, no Qatar, uma reunião entre autoridades sírias e uma delegação ministerial da Liga Árabe, que se ofereceu como mediadora para alcançar uma saída para o conflito sírio.

(Com Agência France-Presse)