Clique e assine a partir de 9,90/mês

Destroços encontrados em praia não são do voo MH370

Autoridades australianas descartaram qualquer vínculo dos objetos achados na costa do país com a aeronave desaparecida da Malaysia Airlines

Por Da Redação - 24 Apr 2014, 02h48

O Escritório Australiano de Segurança dos Transportes (ATSB, na sigla em inglês) descartou na noite desta quarta-feira (manhã de quinta-feira no horário local) que os destroços encontrados em uma praia do sudoeste da Austrália sejam do avião desaparecido da Malaysia Airlines.

Leia também:

Sem achar voo MH370, Malásia estuda nova fase de busca

Foco de buscas por avião da Malásia passa ao leito marinho

Continua após a publicidade

Descritos como “material não identificado”, os objetos foram achados por um homem em uma praia perto de Augusta, mais de 300 quilômetros ao sul de Perth (oeste do país), e entregues à polícia. O ATSB decidiu examinar as fotografias do material para determinar se havia algum vínculo com os restos do Boeing 777. Cópias das imagens foram enviadas para a equipe malaia de investigação.

A descoberta do material, que não foi descrito pelas autoridades, representava a primeira pista sobre o caso desde 4 de abril, quando equipes de busca detectaram no mar o que acreditavam ser sinais da caixa-preta do avião desaparecido.

O comissário-chefe do ATSB, Martin Dolan, descartou qualquer esperança de um grande avanço. “Examinamos cuidadosa e detalhadamente as fotografias que a polícia tirou para nós, e estamos convencidos de que não se trata de um avanço em relação à busca do MH370”, declarou Dolan à rádio ABC.

(Com agência France-Presse)

Publicidade