Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Cruz Vermelha diz que é ‘impossível’ fornecer ajuda residentes de Baba Amr

Por Da Redação 1 mar 2012, 12h10

Genebra, 1 mar (EFE).- O Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) afirmou nesta quinta-feira que faz todo o possível, junto com os agentes do Crescente Vermelho nacional, para retirar os feridos e fornecer ajuda às vítimas da violência na Síria, mas que isto está ficando impossível em áreas sob ataque como Baba Amr.

‘As operações de assistência acontecem em outras áreas, algumas vezes com dificuldade devido às condições de segurança’, precisou a organização em comunicado emitido em Genebra.

O bairro de Baba Amr, na cidade de Homs, é considerado pelo regime sírio como o principal bastião das forças rebeldes, que acabam de anunciar que vão se retirar por razões táticas do local para permitir a entrada de ajuda essencial.

O CICV tentou negociar com as partes do conflito na Síria, mas só conseguiu remover de Baba Arm na sexta-feira sete feridos graves e 20 mulheres e crianças.

Um dos porta-vozes do CICV, Bijan Farnoudi, explicou à Agência Efe que naquele dia foi possível observar ‘uma falta preocupante de comida e remédios’, e que muitas pessoas precisam de atendimento médico.

‘A situação torna impossível distribuir ajuda em Baba Arm’, ressaltou nesta quinta-feira a organização.

Com relação a isso, Farnoudi revelou que os esforços para negociar com as partes do conflito são constantemente mantidos pela CICV: ‘Não podemos nos movimentar de maneira alguma sem contatá-los’, explicou, mas ressaltou que os interlocutores no Governo não respondem desde há duas semanas. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade