Clique e assine com até 92% de desconto

Cristina Kirchner tem câncer de tiroide e será operada

Por Juan Mabromata 27 dez 2011, 21h50

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, será operada de um câncer de tiroide no próximo dia 4 de janeiro, informou nesta terça-feira o porta-voz Alfredo Scoccimarro.

Cristina Kirchner realizou exames de rotina no dia 22 de dezembro que revelaram um “carcinoma papilar no lóbulo direito da glândula tiroide”, disse o porta-voz.

Scoccimarro acrescentou que a presidente “já realizou exames pré-cirurgicos que indicaram a ausência de compromisso dos ganglios linfáticos e de metástase”.

A cirurgia será realizada no próximo dia 4, no hospital privado Austral, onde Kirchner permanecerá “internada durante 72 horas”.

O período de “convalescença será de 20 dias”, segundo o porta-voz.

O vice-presidente argentino, Amado Boudou, assumirá a direção do país entre os dias 4 e 24 de janeiro, acrescentou Scoccimarro.

Kirchner, 58 anos, vinha sofrendo de quadros de hipotensão, que a obrigavam a suspender, por breves períodos, as atividades oficiais.

Seu marido e antecessor, Néstor Kirchner, morreu no dia 27 de outubro de 2010, aos 60 anos, vítima de um ataque cardíaco.

Cristina Kirchner reassumiu o poder em 10 de dezembro passado, para mais quatro anos de mandato, após vencer as eleições de 23 de outubro, com 54,11% dos votos.

Continua após a publicidade
Publicidade