Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Crise entre Irã e Arábia Saudita não afetará negociações sobre a Síria, diz ONU

Declarações do emissário das Nações Unidas para a Síria de dão após nova troca de acusações entre os dois países

A crise diplomática entre Arábia Saudita e Irã não afetará as negociações sobre o conflito sírio, afirmou neste domingo o emissário da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, em visita a Teerã, capital iraniana.

“O ministro saudita das Relações Exteriores me assegurou que por sua parte não haverá qualquer impacto”, disse De Mistura. “No Irã já me prometeram”, acrescentou.

A declaração foi dada após os países terem elevado o tom das acusações entre si. Neste domingo, o ministro das Relações Exteriorires do Irã, Mohamad Javad Zarif, acusou a Arábia Saudita de utilizar o conflito diplomático com Teerã para “afetar negativamente” as negociações sobre a guerra na Síria. “Não permitiremos que as ações sauditas tenham um impacto negativo na resolução da crise síria”, afirma Zarif em um comunicado, em referência às negociações de paz.

Em resposta, o ministro das Relações Exteriores saudita, Adel al-Jubeir, durante reunião da Liga Árabe no Egito, criticou as “declarações iranianas hostis ao reino da Arábia Saudita” que, segundo ele, constituíram “o motor direto dos ataques” às representações diplomáticas.

Arábia Saudita rompeu relações diplomáticas com o Irã depois da execução, no penúltimo sábado, pela na Arábia Saudita, de um líder xiita saudita crítico ao regime, Nimr al Nimr.

Irã e Arábia Saudita ocupam polos de liderança opostos na geopolítica do Oriente Médio. Junto com a Rússia, o Irã é o aliado mais fiel do regime do xiita Bashar Assad na Síria. A Arábia Saudita apoia a oposição síria e pede que o presidente Assad deixe o poder.

Bombarbeio russo a prédios da Al Quaeda mata 57 no norte da Síria