Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Crescem as especulações sobre a saúde de Vladimir Putin

Premiê japonês teria adiado uma visita à Rússia a pedido de Moscou por causa de lesão do presidente russo. O Kremlin, no entanto, nega essa justificativa

Por Da Redação 30 nov 2012, 15h31

O cancelamento de atividades com a participação do presidente Vladimir Putin, na Rússia e no exterior, fez com que as especulações sobre sua saúde aumentassem. Nesta sexta-feira, a imprensa japonesa divulgou a informação de que o primeiro-ministro Yoshihiko Noda adiou uma visita à Rússia, prevista para o próximo mês, a pedido de Moscou. O motivo seria uma “lesão de Putin”. O Kremlin desmentiu a justificativa e afirmou que a data da visita “não estava fechada”.

Segundo agências de notícias japonesas, Noda comentou sobre o adiamento da viagem em uma reunião com funcionários municipais durante uma viagem à ilha de Hokkaido. “É sobre o problema de saúde (do presidente Putin). Isso não é algo que pode facilmente ser tornado público”, teria dito um dos oficiais russos. .

A agenda entre as autoridades russas e japonesas previa conversas sobre cooperação energética e uma disputa de décadas sobre as ilhas de Hokkaido, conhecidas como Kurile na Rússia e referidas como os Territórios do Norte no Japão.

Dúvida – Questionamentos sobre a condição de saúde Putin surgiram depois de ele ser visto mancando ao participar de uma cúpula Ásia-Pacífico no porto russo de Vladivostok, em setembro. No início de novembro, Dimitri Peskov, secretário de imprensa do chefe de estado da Rússia, confirmou que o presidente sofria com uma lesão, mas garantiu que ela não afetava seu trabalho.

Três fontes do governo russo disseram à Reuters no final de outubro que Putin, que iniciou um mandato de seis anos em maio e completou 60 anos no mês passado, sofre de problemas na coluna. O rumor foi negado pelo Kremlin.

De acordo com o presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, os problemas de saúde de Putin resultam de um golpe de judô, em um treino recente. “Ele levantou um cara, atirou-o e torceu a coluna”, descreveu Lukashenko à Reuters nesta semana. A expectativa é de que Putin realize viagens para a Turquia e Turcomenistão na próxima semana.

Leia também:

Leia também: Justiça ordena remoção de clipes da banda Pussy Riot de sites russos

(Com agências France-Presse e Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade