Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Corte espanhola barra ‘candidatura à distância’ de Puigdemont

Exilado na Bélgica, candidato separatista planeja reeleição na Catalunha

Por Da redação 27 jan 2018, 21h16

A mais alta corte da Espanha determinou neste sábado que Carles Puigdemont deve retornar ao país e se apresentar ao parlamento catalão para receber autoridade para concorrer à presidência da Catalunha na próxima semana. Desde 30 de outubro, o candidato separatista está exilado em Bruxelas, na Bélgica.

A Corte Constitucional determinou que uma sessão do parlamento catalão marcada para a próxima terça-feira seria suspensa se Puigdemont tentasse ser reeleito sem estar fisicamente presente na câmara. O tribunal também disse que Puigdemont deve pedir autorização judicial para participar da sessão.

  • Legisladores separatistas da Catalunha têm considerado votar para que Puigdemont volte a ser líder regional, sem que tenha que voltar da Bélgica, onde está exilado, desde que fugiu da Espanha, após o parlamento fazer uma declaração de independência malsucedida em outubro. Ele deve ser preso quando voltar para a Espanha.

    (com AP e Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade