Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Coronavírus: mais de 1,5 milhão de pessoas já foram infectadas

Ao todo, quase 90.000 pessoas morreram; Estados Unidos concentram maior número de casos, com mais de 430.000 infectados

Por Julia Braun Atualizado em 9 abr 2020, 12h42 - Publicado em 9 abr 2020, 12h14

O total de pessoas contaminadas pelo novo coronavírus em todo o mundo ultrapassou 1,5 milhão nesta quinta-feira, 9, de acordo com o monitoramento em tempo real da Universidade Johns Hopkins. O país com mais casos segue sendo os Estados Unidos, com mais de 430.000 infectados e pelo menos 14.800 mortes.

Em todo o mundo, a universidade americana registra quase 90.000 óbitos pela Covid-19. Ao todo, mais de 340.000 pessoas se recuperaram após contrair o vírus em todo o planeta.

Apesar de os Estados Unidos terem mais infectados, o país que registrou mais óbitos até o momento é a Itália, com pelo menos 17.660 mortes e mais de 139.000 casos. A Espanha vem logo atrás, com 15.200 falecimentos e 152.400 infectados.

No Brasil, o Ministério da Saúde registra 15.927 infectados e 800 mortes. A maior parte dos registros se concentra no estado de São Paulo.

  • Os primeiros casos da doença foram detectados em dezembro em Wuhan, na China. Acredita-se que o vírus tenha se originado em um mercado de frutos do mar na cidade.

    Ao longo dos últimos meses, a China passou do epicentro da Covid-19 ao primeiro país a colocar em prática uma reabertura após quase dois meses de isolamento social. Nesta quarta-feira 8, milhares de chineses comemoraram com euforia o fim da quarentena em Wuhan.

    Pequim, contudo, não está imune a críticas. O governo vem sendo acusado pelos Estados Unidos de subnotificar os casos e óbitos intencionalmente. Os métodos radicais utilizados pelos chineses para controlar o isolamento social de sua população também foram questionados, assim como a prisão de médicos e ativistas que denunciaram o surgimento da doença no fim do ano passado.

    Continua após a publicidade
    Publicidade