Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Coreia do Norte diz estar aberta para negociação com EUA

Delegação russa em Pyongyang informou que o país está disposto a negociar, mas com a condição de ser reconhecida como “potência nuclear”

A Coreia do Norte afirmou estar aberta para uma negociação pacífica com os Estados Unidos desde que seja reconhecida como uma “potência nuclear”, informou a delegação russa em Pyongyang nesta sexta-feira à imprensa russa. Segundo Vitaly Pashin, membro da delegação, o país se sente provocado e se vê forçado a ser agressivo. A presença da Rússia nas possíveis negociações também é uma exigência.

“Pyongyang está pronta para falar, no entanto, o lado coreano tem sua própria condição: deve ser reconhecido como uma potência nuclear”, disse Pashin às agências de notícias.

Na última terça-feira, a Coreia do Norte disparou um míssil batizado de Hwasong-15, o mais potente até agora. Segundo a Coreia do Sul, esse é um novo tipo de míssil balístico intercontinental (ICBM). A arma alcançou 4.475 quilômetros de altura e voou 950 quilômetros durante o seu percurso. O míssil é capaz de alcançar 13.000 quilômetros, distância suficiente para atingir Washington.

O disparo causou reações internacionais, principalmente do presidente americano, Donald Trump, que ameaçou impor “grandes sanções” ao país norte coreano. A Rússia, por outro lado, se negou a impor mais sanções, alegando que esta é uma medida esgotada que atrapalha as negociações.

O ministro de Relações Exteriores russo, Serguei Lavrov, acusou os Estados Unidos de provocar a Coreia do Norte em vez de tentar resolver a situação de forma pacífica. Além disso, pediu honestidade de Washington sobre suas intenções com a crise contra Pyongyang.

Em seu Twitter, Donald Trump continua condenando a Coreia do Norte e chamando o líder Kim Jong-un de “homem do foguete”.

Provar que possui as tecnologias

A Coreia do Sul reconhece que o lançamento do Hwasong-15 é um “avanço” diante de outros mísseis testados pela vizinha do norte. Contudo, o ministério da defesa afirma que a Coreia do Norte ainda precisa provar que detém certas tecnologias, como reentrada na atmosfera, direcionamento na fase terminal e ativação de ogiva.

“Kim mudou o momento do lançamento, a direção e a distância para demonstrar que tem este grande poder. Ele provavelmente fará um grande anúncio em seu discurso de Ano -Novo dizendo que o Norte completou seu programa de armas”, disse o ministro da Defesa da Coreia do Sul, Song Young-moo.

Yeo Suk-joo, vice-ministro de políticas de defesa do Ministério da Defesa, informou que o motor do primeiro estágio do Hwasong-15 é uma junção de dois motores dos Hwasong-14, que também são ICBMs que foram testados em julho deste ano. Além disso, segundo ele, o Hwasong-15 é 2 metros maior do que o Hwasong-14 e o motor do segundo estágio exige análises adicionais.

(Com Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Henrique Katz

    “O rato que ruge!”

    Curtir