Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Coreia do Norte detém cidadão americano de 85 anos

Merrill Newman é veterano da Guerra da Coreia e estava em uma excursão

Um americano foi retirado de um avião em Pyongyang em 26 de outubro, apenas alguns minutos antes da decolagem, informou seu filho à CNN nesta quarta-feira. Merrill Newman, de 85 anos de idade, é veterano da Guerra da Coreia (1950 – 1953) e está incomunicável desde então, disse Jeff Newman, seu filho, à rede americana. A família, de Palo Alto, Califórnia, resolveu comunicar o episódio à imprensa para aumentar a pressão sobre o governo da Coreia do Norte. “Isso é um equívoco. Meu pai é um veterano e queria ver o país e a cultura pelos quais se interessa há anos”, disse Newman. “Ele conseguiu isso com um agente de viagens e sua viagem foi aprovada pelo governo norte-coreano. Ele tinha todos os vistos adequados”, completou.

O Departamento de Estado dos EUA está ciente da detenção de Newman, mas recusou-se a comentar sobre o caso. “Obviamente, temos visto os relatórios”, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki. “A proteção dos cidadãos no exterior é uma das nossas principais prioridades. Mas não temos qualquer informação adicional que nós podemos fornecer a este ponto”, disse Psaki.

Leia também

Coreia do Norte afirma ter prendido espião sul-coreano. Seul nega

Coreia do Norte acusa presidente da Coreia do Sul de ‘vulgaridade moral’

Jeff Newman informou que sua família vem se comunicando com o Departamento de Estado desde o início do episódio. “Temos trabalhado através do Departamento de Estado desde o dia que ele deveria voltar para casa”, disse Newman. “Nós ouvimos nada ainda [sobre Merrill Newman]”, lamentou. A família ficou sabendo da detenção do veterano através de um amigo e companheiro de viagem que estava no avião junto com Merrill Newman, Bob Hamrdla. Ambos moram no mesmo retiro para aposentados nos EUA.

Merrill Newman sofre de uma doença cardíaca, disse o filho. A medicação que ele necessita foi entregue aos norte-coreanos via diplomatas suecos, mas Jeff afirmou que não tem certeza se os remédios chegaram às mãos de seu pai. “Gostaríamos de saber sobre sua condição de saúde. Gostaríamos que a embaixada sueca pudesse se reunir com ele para garantir que ele está recebendo a medicação”, disse Jeff Newman. “Nós gostaríamos que ele pegasse um avião e voasse de volta. Ele é um homem de 85 anos de idade que seguiu todos os protocolos. Ele fez tudo o que deveria fazer”, lamentou o filho.

A Coreia do Norte não reconheceu publicamente que deteve Newman. Mas a família acredita que o fato dele ter lutado na Guerra da Coreia pode estar relacionado com a sua detenção. Um dia antes de Newman deixar a Coreia do Norte, ele e seu guia turístico reuniram-se com “autoridades norte-coreanas”, disse o filho. Durante essa reunião, os registros de serviço militar de Newman foram discutidos, completou. No dia seguinte, Newman embarcaria de Pyongyang a Pequim. Cinco minutos antes de o avião decolar, autoridades entraram na aeronave e retiram Newman de seu assento.

Quando o avião pousou em seu destino, Bob Hamrdla imediatamente entrou em contato com a embaixada dos EUA em Pequim para denunciar que Newman tinha sido levado para fora do avião. Merrill Newman estava gostando da viagem e ligou para casa da Coreia do Norte para contar a sua esposa sobre isso, disse o filho. A família também recebeu cartões postais enviados por Newman durante sua turnê no país asiático.

A viagem para a Coreia do Norte teve “meses no planejamento”, disse o jovem Newman. Seu pai e Hamrdla reservaram a excursão através de uma empresa de turismo chinesa que incluiu nos serviços de dois guias turísticos bilíngues.

Newman é o segundo americano detido na Coreia do Norte em um ano. O missionário cristão Kenneth Bae foi preso em novembro de 2012 e condenado em maio a 15 anos de trabalhos forçados. O governo norte-coreano disse que ele foi considerado culpado por “atos hostis” e tentar derrubar o governo.