Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Conselho do Facebook mantém suspensão das contas de Donald Trump

Órgão que modera as decisões da rede social, porém, recomendou padronização das punições e elaboração de regras mais uniformes

Por Julia Braun Atualizado em 5 Maio 2021, 11h01 - Publicado em 5 Maio 2021, 10h56

O conselho de supervisão do Facebook anunciou nesta quarta-feira, 5, sua decisão de manter as contas ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump suspensas na rede social e no Instagram. O veredito pode determinar a forma como as redes sociais lidarão com violações de líderes mundiais no futuro.

Os perfis de Trump foram retirados do ar depois que apoiadores do republicano invadiram o Capitólio dos Estados Unidos em 6 de janeiro em protesto contra a vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais. O ex-presidente foi acusado de incitar o movimento.

O conselho, que é formado por jornalistas, advogados e ativistas, age quase como um tribunal sobre as decisões de moderação da rede social. Em sua decisão, o comitê disse que o risco de violência “justificava” a punição.

O conselho, no entanto, afirmou que “não foi apropriado” impor uma suspensão por tempo indefinido sem seguir padrões pré-definidos. Deu ainda um prazo de seis meses para que a rede social anuncie uma “punição definitiva” que seja coerente com as regras aplicadas a outros usuários.

“É papel do Facebook criar penalidades necessárias e proporcionais que respondam a graves violações de suas políticas de conteúdo”, afirmou o grupo em comunicado.

“O papel do Comitê é assegurar que as regras e processos do Facebook sejam consistentes com suas políticas de conteúdo, seus valores e seus compromissos com os direitos humanos”, completou.

Continua após a publicidade
Publicidade