Clique e assine a partir de 9,90/mês

Congresso americano ameaça palestinos com suspensão de ajuda

Por Ahmad Gharabli - 14 set 2011, 17h19

Dois parlamentares dos Estados Unidos advertiram nesta quarta-feira que o Congresso americano poderá retirar seu apoio econômico à Autoridade Nacional Palestina caso a mesma coloque em prática sua intenção de solicitar o reconhecimento de um Estado palestino na ONU.

“Se os palestinos forem até o final com esse trâmite unilateral, é provável que a ajuda anual de centenas de milhões de dólares que entregamos nesses últimos anos chegue ao fim”, declarou o democrata Howard Berman, um influente membro da Comissão de Assuntos Exteriores da Câmara dos Representantes.

Também o republicano Steve Chabot afirmou que os 600 milhões de dólares anuais de ajuda americana seriam retirados caso os palestinos não desistam de seu plano.

Segundo Berman, uma decisão dos Estados Unidos nesse sentido poderá levar a um “naufrágio da Autoridade Palestina”.

Continua após a publicidade

Na última segunda-feira, o número dois dos republicanos na Câmara dos Representantes, Eric Cantor, fez uma declaração à imprensa no mesmo sentido.

Devido ao ponto morto no qual se encontram as negociações com Israel, os palestinos decidiram dirigir-se na semana que vem à ONU, durante sua Assembleia Geral anual, para obter o reconhecimento de seu Estado ou a concessão de um status de observador melhorado.

Especialistas no tema ouvidos nesta quarta-feira pelo Congresso advertiram os legisladores dos riscos que representaria a suspensão da ajuda aos palestinos.

O analista conservador Ellito Abrams considerou que o cancelamento de certos programas de financiamento às forças de ordem palestinas teria um efeito negativo sobre a segurança de Israel.

Continua após a publicidade

Além disso, assegurou que fragilizar a Autoridade Nacional Palestina levaria a um reforço do movimento islâmico Hamas.

Publicidade