Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Comissão paquistanesa interroga familiares de bin Laden

O grupo é encarregado de investigar as circunstâncias da morte do terrorista

A comissão paquistanesa encarregada de investigar as circunstâncias da morte de Osama bin Laden interrogou pela primeira vez as três viúvas e as duas das filhas do terrorista, informou nesta quarta-feira o organismo. A família de bin Laden prestou depoimento na Suprema Corte na terça-feira durante um “interrogatório exaustivo”, detalhou o comunicado.

Depois do encontro, os membros da comissão se reuniram com o diretor da principal agência dos serviços secretos do Paquistão (ISI), Ahmed Shuja Pasha. Criada no fim de maio a pedido do governo paquistanês, a comissão de cinco membros é liderada por Haved Iqbal, magistrado da Suprema Corte do Paquistão.

Histórico – Bin Laden foi executado no dia 2 de maio em uma operação unilateral noturna das forças especiais dos Estados Unidos na cidade paquistanesa Abbottabad. Especula-se que o líder da Al Qaeda tenha vivido nessa cidade durante cinco anos com as três esposas interrogadas e cerca de dez crianças, muitos deles filhos do terrorista.

Sua morte na sede da principal academia militar do país, afastada das áreas conflituosas, alimentou as suspeitas de que a segurança do Paquistão protegia o terrorista, muito embora o governo tenha negado essa teoria, tachando a ação de “violação da soberania”. As relações entre Washington e Islamabad se deterioraram muito desde então, estando em um de seus piores momentos desde que, há uma década, o Paquistão se aliou aos Estados Unidos na guerra contra o terrorismo.

(Com agência EFE)