Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cirurgia de Cristina Kirchner foi um sucesso, diz porta-voz

Após retirada de tumor, presidente argentina ficará três dias no hospital

A operação para retirar um câncer na tireoide da presidente argentina Cristina Kirchner foi realizada “sem nenhum inconveniente ou complicações”, afirmou nesta quarta-feira o porta-voz da Presidência da Argentina, Alfredo Scoccimarro. Como estava previsto, a cirurgia durou três horas e meia e terminou no início da tarde.

De acordo com o porta-voz argentino, a operação foi um sucesso e Cristina Kirchner apresenta “boa recuperação imediata e se encontra acordada”. Ela permanecerá internada pelas próximas 72 horas, quando será observada pelos médicos da Presidência, Luis Buonomo e Marcelo Ballesteros.

Operação – A cargo do cirurgião Pedro Saco, do Hospital Universitário Austral, em Buenos Aires, a cirurgia começou às 9 horas e 30 minutos (em Brasília). Na primeira fase do procedimento, foi feita uma “tireoidectomia total” – retirada completa das glândulas tireoides, em cujo lóbulo direito Cristina tinha um tumor cancerígeno, o mais comum nesta parte do corpo. A presidente argentina tirou 20 dias de licença médica para se recuperar. Durante esse período, assume a chefia do Executivo o vice Amado Boudou.

O câncer de Cristina foi anunciado em 27 de dezembro pelo governo argentino. Ela é a quinta presidente latino-americana diagnosticada com câncer recentemente. Além dela, há o ditador da Venezuela, Hugo Chávez, que retirou um abcesso na pélvis em 2011, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que faz sessões de radioterapia para curar um tumor na laringe, a presidente Dilma Rousseff, que se curou de um câncer linfático, e o paraguaio Fernando Lugo, que venceu o mesmo tipo de câncer.

info info

info (/)