Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

China eleva orçamento militar

A China anunciou nesta terça-feira que vai aumentar em 17% o orçamento de suas Forças Armadas em 2008, elevando seus gastos militares para algo em torno de 59 bilhões de dólares. Revelado em Pequim às vésperas do encontro anual do Congresso Nacional do Povo, o aumento tem tudo para acirrar uma disputa diplomática entre China e Estados Unidos, que discordam da política bélica chinesa.

Este é o segundo aumento consecutivo no orçamento militar chinês. De acordo com porta-voz do Congresso, Jiang Enzhu, a elevação será quase toda voltada para cobrir reajustas de salários e a alta no preço dos combustíveis. Jiang ressaltou que o gasto militar da China aumenta de forma proporcional ao crescimento econômico.

Já prevendo possíveis críticas internacionais, o porta-voz argumentou que o objetivo da política militar chinesa é “preservar a independência da China, sua soberania, sua integridade. Ela não representa nenhuma ameaça para os demais países”, segundo ele. Os Estados Unidos pensam diferente.

Pentágono – Nesta segunda-feira, o Pentágono divulgou um relatório no qual afirma que a China não está sendo totalmente transparente a respeito de seus gastos militares. Expressa ainda preocupações sobre o que estaria por trás do recente avanço espacial chinês.

Pequim rechaçou o documento, acusando os americanos de “distorcerem os fatos”. “Os EUA precisam parar de pensar com essa mentalidade da Guerra Fria”, declarou o Ministério as Relações Exteriores da China em um comunicado à imprensa.