Clique e assine com até 92% de desconto

China começa o primeiro censo nacional em dez anos

O maior desafio será documentar os trabalhadores migrantes, que em geral não têm domicílio fixo

Por BBC 1 nov 2010, 15h33

As autoridades chinesas estão prestes a iniciar o primeiro censo nacional do país em dez anos. Mais de 6 milhões de funcionários foram contratados para a grande tarefa no país mais populoso do mundo.

As autoridades esperam que o censo esclareça o número de trabalhadores migrantes que, segundo algumas estatísticas, chegam a mais de 200 milhões de pessoas. No início do ano, durante um discurso, o premiê Wen Jiabao disse que os trabalhadores migrantes precisam de um tratamento melhor.

O censo é uma tarefa gigantesca – vai contar cada indivíduo num país com mais de 1,3 bilhão de habitantes. Essa é a tarefa diante de milhões de funcionários do censo, que já se deslocam através da China.

O maior desafio será documentar os trabalhadores migrantes, que em geral não têm domicílio fixo. Nos últimos anos, dezenas de milhões de chineses saíram do campo para as cidades em busca de trabalho. Mas muitos trabalhadores foram marginalizados e não encontraram emprego.

Também se espera que o censo revele quantas crianças existem na China, uma informação geralmente subestimada. Devido aos controles de população do país, e à política do filho único, as pessoas muitas vezes não registram filhos adicionais. Mas as autoridades agora dizem que as penas serão menores se as famílias assumirem as crianças durante o censo. Para as famílias mais pobres, será permitido pagar as multas em prestações.

Continua após a publicidade
Publicidade