Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chávez dedica todas suas ‘moléculas’ para pensar no futuro da Venezuela

Caracas, 6 mar (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse nesta terça-feira em Havana, em Cuba, onde se recupera de uma cirurgia para extrair um tumor de dois centímetros, que dedica todas suas moléculas e pensamentos para planejar o ‘grande futuro’ de seu país.

‘Estou mais dedicado a pensar, a colocar todas minhas moléculas, meu pensamento, meu tempo, em estudar, pensar e planejar esse grande futuro da Venezuela que já começa a surgir no horizonte’, declarou Chávez por telefone em conversa com o canal estatal ‘VTV’.

O governante, que pretende se reeleger pela terceira vez nas eleições presidenciais de 7 de outubro, admitiu que não poderá trabalhar como vinha fazendo nos próximos meses.

Em meados do ano passado, Chávez foi submetido a uma cirurgia para retirada de um câncer no mesmo local onde foi encontrado o novo tumor, a região da pélvis.

‘Vou me recuperando com a ajuda de Deus e Nossa Senhora, o amor de todos vocês e da ciência médica para seguir nesta batalha, que é a batalha pela pátria’, acrescentou Chávez, que anunciou que se submeterá a um tratamento de radioterapia após os quatro ciclos de quimioterapia que recebeu no ano passado.

O líder divulgou que na segunda-feira à noite o presidente de Cuba, Raúl Castro, o visitou. ‘Estivemos lendo, conversando e vendo notícias’, comentou Chávez, que disse estar acompanhado de suas filhas Rosa Virgínia e María Gabriela.

Chávez, que não delegou o poder apesar dos pedidos da oposição, aproveitou seu contato telefônico para anunciar que aprovou a destinação de 109 milhões de bolívares (US$ 25,3 milhões) para aumentar os salários dos funcionários ligados ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

‘Tenho certeza que triunfará o saber nacional, o conhecimento nacional, a sabedoria nacional, para continuarmos construindo a pátria’, finalizou Chávez.

A oposição terá apenas um candidato nas eleições de outubro, Henrique Capriles, que segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira está 18 pontos abaixo de Chávez nas intenções de voto. EFE

lb/dk