Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chávez confirma ida a Montevidéu para cúpula do Mercosul

Caracas, 19 dez (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, confirmou nesta segunda-feira que irá a Montevidéu para assistir à ‘importante’ cúpula semestral do Mercosul, em sua primeira viagem ao exterior desde que foi operado por um câncer, em 20 de junho.

‘Devo decolar antes das 22h (horário local), para amanhecer em Montevidéu porque está acontecendo uma cúpula do Mercosul de muita importância e eu não assisto a estas cúpulas há um ano’, afirmou Chávez em um Conselho de Ministros transmitido pela televisão estatal.

Na reunião desta terça-feira, os presidentes dos países-membros do Mercosul devem planejar uma fórmula para destravar a complexa e demorada adesão da Venezuela como membro pleno, que está pendente desde 2006.

O protocolo de adesão da Venezuela ao Mercosul já foi aprovado pelos Parlamentos de Brasil, Argentina e Uruguai, mas está parado no Senado paraguaio, dominado pela oposição ao presidente Fernando Lugo e que alega atitudes antidemocráticas por parte de Chávez.

‘O primeiro dano que geram é ao povo paraguaio, não é exatamente a nós. A incorporação da Venezuela ao Mercosul, em primeiro lugar, favorece aos menores, ao Paraguai e ao Uruguai’, acrescentou.

Por outro lado, Chávez elogiou a iniciativa do presidente do Uruguai, José Mujica, atualmente na Presidência temporária do bloco, para ‘modificar os estatutos’ e permitir o ingresso da Venezuela.

A questão da entrada da Venezuela acontece em um momento no qual o Equador, outro membro associado ao Mercosul, se prepara para também solicitar sua adesão plena ao bloco, o que deve fazer através de seu presidente, Rafael Correa, um dos participantes da cúpula desta terça-feira. EFE