Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chanceler paraguaio reitera que novo presidente permanecerá até 2013

Assunção, 25 jun (EFE).- O ministro das Relações Exteriores do Paraguai, José Fernández, reiterou nesta segunda-feira que o novo presidente do país, Federico Franco, no cargo desde sexta-feira passada após a controvertida destituição de Fernando Lugo, permanecerá no poder até 2013, quando expira formalmente o atual mandato.

No ato de apresentação do novo diretor-geral paraguaio na hidrelétrica de Itaipu, compartilhada com o Brasil, o chanceler reconheceu que seu país ‘não vive momentos fáceis’, mas se mostrou convencido de que, ‘com a longa tradição de vicissitudes’ contra ele, vai sair adiante.

Este ‘governo que nasce em meio a tempestades está buscando a alvorada final’, manifestou Fernández, que entre as ações para reforçar sua posição no poder destacou a designação do novo máximo representante paraguaio em Itaipu, Franklin Anki Boccia, um cargo de importância estratégica para o país.

Fernández ressaltou a ‘grande capacidade’ e ‘inteligência’ de Boccia – ‘um homem da liberdade que o Paraguai tanto precisa’ -, porque participou da redação da atual Constituição, surgida após a ditadura de Alfredo Stroessner (1954-1989).

Essa Carta Magna foi a mesma que amparou há três dias o processo de impeachment movido no Senado que culminou com a saída de Lugo do poder, em um julgamento que provocou polêmica generalizada por sua rapidez. EFE