Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chanceler diz que atentado na Bulgária deixou sete mortos

O ministro das Relações Exteriores búlgaro disse ao seu colega israelense, Avigdor Lieberman, que a explosão desta quarta-feira em um ônibus de turistas israelenses no aeroporto búlgaro de Burgas foi causada por uma bomba colocada no veículo, indicando um registro de sete mortos.

“O ministro Nikolay Mladenov informou ao ministro Lieberman que a explosão foi causada por uma bomba colocada em um ônibus que transportava turistas que tinham desembarcado de um voo proveniente de Israel”, segundo um comunicado do Ministério israelense das Relações Exteriores.

“No local da explosão, seis corpos foram encontrados e uma outra pessoa, que tinha ficado gravemente ferida, morreu no hospital. Duas pessoas com ferimentos graves foram levadas para a unidade de tratamento intensivo. Trinta pessoas estão hospitalizadas”, segundo o texto que cita o chefe da diplomacia búlgara.

Ele indicou que 154 passageiros estavam no avião, incluindo um americano, um italiano, um eslovaco, oito crianças e um bebê.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, denunciou “uma ofensiva terrorista iraniana” após o atentado. “Todos os sinais levam ao Irã”, declarou Netanyahu em um comunicado.

Lieberman ordenou a criação de uma célula de crise. Dois aviões transportando equipes de primeiros socorros do Magen David

Adom, o equivalente israelense da Cruz Vermelha, deixaram Tel-Aviv à noite com destino a Burgas, indicou a imprensa israelense.

O chefe do Estado-Maior israelense, general Benny Gantz, ordenou que um avião militar levasse uma equipe militar médica, incluindo uma especializada no tratamento de vítimas de atentados.