Clique e assine a partir de 9,90/mês

Centenas de Capacetes Brancos sírios são evacuados para a Jordânia

Operação feita via Israel foi pedido dos Estados Unidos e de países europeus

Por AFP - 22 jul 2018, 10h08

Um grupo de 800 membros dos Capacetes Brancos, organização de socorristas em zonas rebeldes sírias, foi evacuado para a Jordânia via Israel. Segundo a rádio militar israelense, que anunciou a evacuação, todos eles estavam sob ameaça pelo avanço das tropas do regime de Bashar Al Asad no sul da Síria. A operação foi realizada a pedido dos Estados Unidos e de países europeus.

A Jordânia disse, por sua parte, que os sírios seriam levados para o Canadá, Alemanha e Grã-Bretanha. “Por causa do risco que suas vidas correm, a Jordânia aceitou recebê-los por razões puramente humanitárias”, afirmou, em um comunicado, o porta-voz do ministério jordaniano de Relações Exteriores, Mohammed Al Kayed.

Os Capacetes Brancos são uma organização especializada, entre outras coisas, na evacuação de pessoas entre os escombros dos prédios destruídos pelo exército sírio ou aviação russa.

O chefe do grupo, Raed Saleh, confirmou a ação, dizendo que um certo número de voluntários foram evacuados por razões humanitárias, já que se encontravam cercados em uma região do sul da Síria e agora se encontra na Jordânia.

Continua após a publicidade
Publicidade