Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CCJ do Senado dá sinal verde à cassação do mandato de Demóstenes

Brasília, 4 jul (EFE).- A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira por unanimidade o processo de cassação do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), acusado de corrupção, e agora a sanção só depende da votação plenária na semana que vem.

Por 22 votos a favor e nenhum contra, os membros da CCJ consideraram totalmente constitucional o processo iniciado pelo Conselho de Ética do Senado para cassar o mandato de Demóstenes, acusado de vínculos com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o ‘Carlinhos Cachoeira’, ligado ao Jogo do Bicho.

Segundo o senador Pedro Taques (PDT-MT), relator do processo, todos os ritos constitucionais foram respeitados pelo Conselho de Ética do Senado, inclusive a garantia de ampla defesa oferecida ao acusado.

Depois que os integrantes da comissão terem declarado legal a recomendação do Conselho de Ética para cassar o senador, a sanção máxima depende agora apenas da votação programada para a próxima quarta-feira no plenário do Senado.

Apesar do respaldo unânime nesta quarta-feira dos senadores ao processo contra o colega, o resultado da sessão da próxima semana no plenário desperta incertezas por a votação ser secreta e porque, em processos similares anteriores, os legisladores absolveram seus colegas.

O senador só poderá ser cassado se pelo menos 41 dos 81 senadores aprovarem a recomendação do Conselho de Ética. EFE